admin@guiadopc.com.br

Fonte com PFC ativo ou passivo

+5 votos
Qual a diferença entre uma fonte com PFC ativo e uma sem? A fonte com PFC ativo é muito melhor?
perguntado 10 anos atrás em Hardware e gadgets por anônimo

3 Respostas

+1 voto
 
Melhor resposta
PFC significa Power Factor Correction, ou fator de correção de força. É uma tecnologia que tenta maximizar a eficiência da fonte visando diminuir as perdas, assim, diminuindo também a temperatura e diminuindo assim a necessidade de um sistema de refrigeração mais potente.
Vou te mostrar uma tabela para que você possa ter uma idéia simples de como funciona:

Tipo da Fonte_______________Eficiência________Perda de energia
Fonte Sem PFC___________de 50% a 60%______de 40% a 50%
Fonte Com PFC Passivo___de 70% a 80%______de 20% a 30%
Fonte Com PFC Ativo_____de 95% a 99%______de 1 % a 5 %

Logo, com o PFC ativo, a perda de energia (ou dissipação) é muito reduzida, diminuindo a temperatura e permitindo que sua maquina tenha uma melhor performance (sim, se a máquina não tiver uma corrente adequada, ela começa a trabalhar mais devagar.)
Uma fonte com PFC ativo não gastaria tanta energia elétrica, já que não haveria muita perda; funcionaria mais ou menos assim (de acordo com a tabela; Sem PFC, PFC Passivo, PFC Ativo):

Uma fonte de 300W com 50% de eficiência  vai consumir 450W,  assim 150W serão desperdiçados na forma de calor.

Uma fonte de 300W com 70% de eficiência vai consumir 390W, assim 90W serão desperdiçados na forma de calor.

Uma fonte de 300W com 95% de eficiência vai consumir 315W, assim 15W serão desperdiçados na forma de calor.

Então, para uma mesma fonte de 300W, o seu consumo de energia elétrica seria reduzido (sua conta de luz agradece) e sua temperatura também.
respondida 10 anos atrás por lipinho Avançado (3,771 pontos)
+2 votos
Bem, essa é uma pergunta extremamente técnica, e pude verificar através dos meus estudos um equívoco nas respostas. Procurando esclarecê-la, venho citar uma explicação por um dos mais conhecidos especialistas brasileiros em hardware e redes de computadores, sendo inclusive autor de vários best-sellers nessas áreas - Gabriel Torres.
" Todos os equipamentos que tenham motores e transformadores - como é o caso da fonte de alimentação - consomem dois tipos de energia: ativa (medida em kWh) e reativa (medida em kVArh). Energia ativa é aquela que produz trabalho, por exemplo, a rotação do eixo de um motor. Energia reativa (também chamada energia magnetizante) é aquela que não produz trabalho mas é necessário para produzir o fluxo magnético necessário ao funcionamento dos motores, transformadores etc.  A composição dessas duas energias consumidas é chamada energia aparente e é medida em kVAh. O problema é que a energia reativa, apesar de necessária para motores e transformadores, "ocupa espaço" no sistema elétrico que poderia ser usado por mais energia ativa.
Fator de potência é a relação entre energia ativa e a energia aparente de um circuito (fator de potência = energia ativa / energia aparente). Esta relação está compreendida entre 0 (0%) e 1 (100%) e quanto mais próximo de 1 este fator, melhor, pois significa que o circuito está consumindo pouca energia reativa.
O papel do circuito de correção do fator de potência (PFC) é aumentar o fator de potência, isto é, diminuir a quantidade de energia reativa que é consumida pela fonte de alimentação.
Muitos usuários assumem erroneamente que este circuito aumenta a eficiência da fonte e diminui a conta de eletricidade. Não é o caso, pois, para usuários domésticos e comerciais, as concessionárias de energia elétrica não medem nem cobram pelo uso de energia reativa. No caso de Indústrias, a energia reativa é medida e cobrada e, portanto, se em uma indústria um computador estiver conectado ao circuito elétrico onde é feita esta medição e cobrança, você deverá usar uma fonte com circuito PFC.
O circuito PFC pode ser do tipo passivo ou do tipo ativo. Fontes de alimentação com circuito PFC ativo normalmente usam um projeto mais moderno, mais eficiente. Assim fontes de alimentação com PFC ativo são mais eficientes não por causa do circuito PFC, mas por conta do uso de um projeto mais moderno e eficiente.
Desta forma recomendamos a compra de uma fonte com PFC ativo, pois isso de certa forma garante que você estará levando para casa uma fonte com projeto que não está obsoleto e que provavelmente apresentará uma boa eficiência".
Fonte: Montagem de Micros para Autodidatas, Estudantes e Técnicos.  Autor: Gabriel Torres.
respondida 10 anos atrás por GiGi Geek (722 pontos)
+1 voto
Como o lipinho já disse, apesar de mais caras, apesar de mais caras fontes com PFC ativo diminuem o consumo de energia e também trabalha  com menor temperatura, o que vai ajudar seu computador em um inteiro.
respondida 10 anos atrás por GustavoEstrela Avançado (1,675 pontos)

Sua resposta

Enviar um email para este endereço se minha resposta for selecionada ou comentada:
Privacidade: Seu endereço de email será usado apenas para envio de notificações.
Verificação Anti-spam:
Para não fazer esta verificação no futuro, por favor, faça o login ou registre-se.

Perguntas relacionadas