admin@guiadopc.com.br

Qual o maior problema que o usuário encontra para migrar do Windows para o Linux?

+11 votos
Porque tanta gente acha tanta dificuldade no linux e não abandonam seu windows de maneiro nenhuma?
perguntado 10 anos atrás em Linux por Fellipe Sales Avançado (2,499 pontos)
Editado 10 anos atrás por Fellipe Sales

8 Respostas

0 votos
 
Melhor resposta
Fellipe.Eu qdo migrei para o linux encontrei algumas dificuldades!Mas hoje é mas fácil!Creio que a maior delas é quanto aos softwares (Proprietários) que não "rodam" nos Pinguims...Mas hoje são poucos!Voce ainda pode "emular" alguns para que "rodem" como se fosse no Win.Mas A primeira coisa é escolher uma distribuição  instalar. O Linux cheio de distribuições para os mais variados tipos de aplicações. Existem distribuições voltadas para desenvolvimento multimídia, servidores, computadores modestos, usuários avançados, usuários comuns, etc. Eu teria duas distribuições para recomendar para voce.

A MANDRIVA que utiliza a interface gráfica KDE que se assemelha um pouco mais com as interfaces do Windows. Nesta interface você tem a barra com o menu principal na parte inferior da tela ao lado esquerdo.
A segunda, O UBUNTU. Esta distribuição não tem muito tempo se comparada com as mais antigas,como Red Hat e Mandriva, mas está mostrando seu grande valor para usuários iniciantes. Em sua última versão10.10, trouxe facilidades surpreendentes como a localização e download de codecs multimídia fazer o download dos pacotes corretos, nada de o usuário ficar procurando pela internet por estes pacotes.

Além disso, o Ubuntu traz uma interface limpa ao estilo dos computadores Mac. A interface gráfica utilizada como padrão pelo Ubuntu é o GNOME mas nada impede que seja instalado o KDE ou XFCE. Para fazer isso basta instalar os pacotes kubuntu-desktop e xubuntu-desktop respectivamente.

O grande diferencial do Ubuntu é sua comunidade. Através de sites, fórum ou uma lista de discussão, qualquer usuário pode ter acesso a solução de eventuais problemas que venham a acontecer com seu computador. Este suporte dado pela comunidade é bem diferente de muitas outras distribuições onde os  iniciantes chegam a ser chamados de burros.Me ajudaram bastante com algumas dúvidas!

A comunidade Ubuntu está sempre disposta a receber novatos e experientes usuários sem nenhuma distinção. Todos se esforçam para  ajudar ao próximo seguindo os ideais do Manifesto Ubuntu que diz que o software deve estar disponível e livre de custos, que os softwares devem ser usados pelas pessoas em seu idioma local e pelas que possuam deficiências, e que as pessoas devem ter liberdade para customizar e alterar softwares quaisquer que sejam suas necessidades.

Ai vão os links das comunidades mais acessadas e acessíveis:
http://www.ubuntu-br.org/
http://www.vivaolinux.com.br/

Espero ter ajudado !
respondida 10 anos atrás por Luna Doutor (11,670 pontos)
na verdade essa duvida não é uma duvida minha, porque sou tecnico em informatica  uso Linux e gosto de mais da complexidade dele na verdade rsrsr, Sou usuário do DEBIAN, eu estou na verdade colhendo opniões para formular um jeito mais facil de apresentar o linux aos meus clientes. mas muito obrigado pela resposta cara
+4 votos
Um dos maiores problemas está no número de versões disponíveis: como existem vários Linux, a pergunta: "Qual o melhor?" paira na mente de todos que vão migrar de Windows para Linux. Como só existe uma versão nova do Windows (Windows 7. Suas subversões não contam ok?), o usuário não tem muita escolha, já no Linux essa escolha acaba passando a idéia de que nenhum Linux é completo por si só, tendo diversas versões para que todos os pontos de falha consigam ser cobertos. Imagine algo como a seleção brasileira e os times de futebol. Na seleção, você tem certeza que tudo de melhor está lá, em um só lugar. Já nos times, tem uma parte boa em um time, outra em outro time, e por ai vai, o que acaba passando essa idéia de "incompleto".

Outro grande problema é a instabilidade da interface. Enquanto no Windows todos os softwares seguem uma linha de desing nas interfaces, no Linux cada programa tem suas interface própria, o que passa essa idéia de descentralização e de que o Linux é só um amontoado de programas. Por mais que esse tipo de coisa pode parecer ridícula para quem escuta, é exatamente esse tipo de idéia que tem na cabeça dos usuários, e pra falar bem a verdade, por usuários entenda tanto o usuário casual quanto o que sabe o que esta fazendo na frente de um computador.

Suporte: no Windows, basta você acessar uma pasta, deletar um arquivo, passar anti-vírus ou mudar uma simples configuração para que 99% dos problemas sejam resolvidos. No Linux, "basta" você ir ao terminal, digitar etc etc etc... pronto, para o usuário comum, nada que não se resolva apertando uma série de botões é complicado demais. E isso nos leva ao próximo ponto;

Fama: o Linux carrega a fama de ser um sistema em que o usuário tem que saber usar o terminal (linha de comando). Isso afundou e afunda o sistema de um modo inexplicável. Por mais que hoje, o Linux não seja tão dependente do terminal (Ubuntu por exemplo quase extingui-o, por mais que ainda seja necessário), a fama fica.

Muito técnico, pouco usuário: quando se faz um update no Windows, você vê as seguintes escritas: "Baixando", "Instalando", "Pronto". No Linux, você vê: "Baixando pacotes .deb do servidor tal", "Descompactando pacotes .deb para root local". etc etc, isso assusta o usuário, que faz pensar que o Linux é um sistema feito para quem entende do que se passa, e não um sistema casual como Windows ou Mac.

De graça é porque não é bom: essa é outra idéia que paira na cabeça do pessoal: Se está de graça, é porque não é bom, se fosse, não era grátis. Por mais que tal idéia seja correta muitas vezes, ela não necessariamente se aplica ao universo Linux.

Resumindo tudo: o problema da migração não é técnico nem relacionado ao uso, e sim ao visual. O mundo é visual hoje em dia, e o Linux (sim, ele está começando a entender isso) ainda não chegou no mesmo ponto do Windows em termos de visual. A melhor distribuição do mercado para usuários comuns, o Ubuntu, peca MUITO em termos de cores e de não unificar a interfaces dos programas que contem (por mais que isso não seja, necessariamente, culpa do sistema). Se quer uma idéia do que eu digo, pensando como um usuário comum, me diga: Qual dos dois sistemas você escolheria se não os conhece-se, mas tivesse que escolher algum:

- http://old.nabble.com/attachment/22220577/0/Capture.png

- http://cache.gawker.com/assets/images/lifehacker/2009/01/win7_full_desktop.jpg

Lamentavelmente, é nesse ponto que o dinheiro faz a diferença. A Microsoft investe milhões todo ano a procura de uma interface perfeita e amigável. A comunidade Linux não tem esse dinheiro, por mais que consiga fazer um trabalho razoável.
respondida 10 anos atrás por lipinho Avançado (3,771 pontos)
beleza cara, sou usuario do linux, uso a versão Debian, gosto pq tudo feito meio que manual msm, isso da uma visão de liberdade muito legal
Claro, é muito legal essa sensação de liberdade. Mas é como eu li em outro artigo de outro blog: "Não troco minha jaula de ouro almofadada por uma ponte e um cobertor de pano nem a pau!", e é essa a idéia que existe na cabeça de muita gente. Se liberdade fosse tudo no mundo do software, a Apple estava falida.
Realmente neste ponto de vista cara! concordo, mas venhamos e convenhamos que o Linux tem sim suas vantagens, claro que em questão de aparencia e interatividade com o Usuário o Windows realmente é mestre nisso por esse motivo tambem que não migrei totalmente para o Linux tenho os 2 sistemas no meu notebook, mas para o Ambiente corporativo cara, o Linux tem muitas vantagens como Segurançã, estabilida, funcionalidade e to com um projeto de abrir uma empresa com especialização nessa área.
Claro, mas geralmente nesse setor as pessoas não tem muitas opções certo? Se o Linux tiver instalado numa maquina em uma empresa, o funcionário fica meio que obrigado ao usar o sistema de qual quer maneira. Eu estava falando apenas do usuário comum, fora do ambiente corporativo, afinal, é esse usuário que movimenta dinheiro. E o mestre nisso é a Apple e seu iOS ou Mac OS X, quem já usou sabe, o sistema é incrível e tem recursos bobos que até hoje não existem em outro sistema, como por exemplo o "não descarregar os programas da RAM", permitindo que fiquem mais rápidos em seu "carregamento".
A propósito, por mais que a resposta do usuário Cesar seja excelente, não acredito que ela responda sua pergunta. Ele citou algumas recomendações e pontos fortes do Linux, e na realidade, a pergunta tem a ver com os pontos fracos e o porque de não "aceitarem" o Linux. Acredito que minha resposta possa ser uma melhor alternativa como "Melhor Resposta", o que acha?
Meu contato com MAC foi muito pequeno, usei 1 vez somente e o que achei incrivel foi a velocidade do sistema realmente não tem coparação com qualquer outro OS, o problema são os preços ainda altos né, mas vamos ver se nosso amigo Eike batista consegue resolver esse problema pra agente, rumores dizem que eles quer trazer uma filial da fabrica da Apple pro porto do Açu, assim diminuindo impostos, importação e etc
Enfim... Vamos ver né
agora n da pra mudar ... rsrs foi mal cara
Como eu disse, é uma velocidade "mascarada". Perceba que, mesmo quando você clica no botão vermelho para fechar o programa, ele continua aberto, por isso da impressão de velocidade. Por exemplo, o iTunes. Quando você clica no botão fechar, ele "pausa" a música, "reinicia" a interface e deixa o programa em um "modo de espera", onde o programa continua carregado na memória RAM. Quando você tenta abri-lo novamente, o programa simplesmente abre mais rápido por, na teoria, nunca ter sido fechado. É como se fosse uma variação do minimizar.
Se você realmente quer mudar, acredito que dá sim. Mas essa é uma escolha pessoal, só dei uma sugestão. Caso queira mesmo mudar, vá a minha resposta, e a marque como melhor resposta. A outra melhor resposta será desmarcada automaticamente.
+2 votos
Eu mudei de XP pra ubuntu e não perdi nada... acho que o S.O. é muito fácil de usar então não tem problemas.
respondida 10 anos atrás por GustavoEstrela Avançado (1,675 pontos)
+2 votos
A maior dificuldade hoje é a resistencia e a preguiça por parte do usuário em querer aprender algo que irá exigir dele mais que clicar, onde le vai ter que pensar e aprender uma nova plataforme e uma nova metodologia de trabalho.
Não acho que seja por causa de varias versões uma vez que os todos tem praticamente os mesmos comandos o que muda que alguns são direcionados um determinado plublico e outro para outro publico.

Dizer que o Linux é dificil de aprender é um MITO e lembrado o brasileiro em geral é preguiçoso.

É um sistema maravilhoso e gostoso de aprender.
respondida 10 anos atrás por bulacios Ativo (91 pontos)
é verdade! concordo com todas as palavras, eu demorei a migrar pelo fato de muitas falarem que era dificil, era coisa de maluco, mas hoje uso e não me arrependo !
Ótima resposta.... priguiça, o problema que muitos vao para pirataria, ou seja pagam 25 pila para colocar um so pirata e passar a vida se escondendo......

Linux para os livres!!!
+2 votos
A grande maioria já tem o Windows instalado estando acostumados com o operacional. A grande pergunta que fazem é "Para que mudar?" Por comodidade ficam adaptados ao Windows.
respondida 10 anos atrás por ALCB Mestre (5,407 pontos)
+1 voto
.......................
respondida 10 anos atrás por Fellipe Sales Avançado (2,499 pontos)
+1 voto
Maior dificuldade é a cabeça do usuario mesmo, a maioria nao sabe usar e pensam que sabe usar o Windows ai vao para a M$ uso o Ubuntu e Open suse, duas distros facilimas de usar, que nao me privam de nenhuma liberade, afinal posso escolher compilar kernel codigos que achei ai pelo mundo da internet.

Fica ai a minha opiniao: o que dificulta a migração é a cabeça do usuario, o que eh novo eles nao gostam.

Uma amiga minha comprou um novo note, com o mandriva, estou ajudando ela nesse novo desafio, ela esta adorando se a pessoa ta com a cabeça aberta nao vai mais querer saber do windows....

e para rodar games, basta o wine e o plau one.... prontinho
Abraço.
respondida 10 anos atrás por Vinicius The Tux Doutor (9,214 pontos)
0 votos
a maior dificuldade encontrada sao as questoes de compatibilidade que se encontra com softwares onde na maioria deles nao roda no linux e muitas placas e dispositivos que sao incompativeis
respondida 10 anos atrás por Rekztem PhD (21,797 pontos)
É verdade linux é otimo em muito quesitos, mais mesmo que muita gente fale não é para todos, um arquiteto, um editor de videos e imagens não vai realizar seus trabalhos com a mesma satisfação em um linux, sony vegas, Photoshop, sound forge, autocad são insubstituiveis , por mais que seja semelhante um programa linux. ( e nem adianta emular via wine que não é a mesma coisa,d a muitos erros e bugs).
Um amigo meu um dia perguntou porque no meu notebook eu uso o Ubuntu, eu respondi porque nele eu só assisto filmes e navego na web( não tinha necessidade de pagar por uma licença do Windows só para estas tarefas).
No meu desktop como uso pra tudo de programação a edições, é Windows 7 indiscutivelmente.

Sua resposta

Enviar um email para este endereço se minha resposta for selecionada ou comentada:
Privacidade: Seu endereço de email será usado apenas para envio de notificações.
Verificação Anti-spam:
Para não fazer esta verificação no futuro, por favor, faça o login ou registre-se.

Perguntas relacionadas